Cuidado: alguns acessórios femininos podem ser prejudiciais à saúde

Alguns acessórios que fazem parte da rotina feminina, se não utilizados da maneira adequada, podem gerar grande impacto na saúde e no bem-estar, entre eles:

  • Brincos pesados e grandes. Quem gosta de abusar desses acessórios pode, a longo prazo, se deparar com um rasgo no lóbulo ou um aumento significativo do tamanho do furo. O peso que uma orelha suporta varia de acordo com cada indivíduo, não existe um peso predeterminado. Utilize sempre o bom senso e, quando sentir o adorno pesar, troque-o por outro mais leve.
  • Sutiã muito apertado. Quando a região do peitoral é muito comprimida pela peça íntima, principalmente no caso de sutiãs com bojo, os músculos ficam muito tensionados. A tendência então é que os ombros se projetem para a frente, o que pode acarretar uma contratura muscular na cervical e levar a sintomas crônicos como cefaléia, dores nas costas, indigestão, irritabilidade, entre outros. Evite também acessórios de metal na peça, que podem desencadear irritações na pele.
  • Bolsas muito pesadas. Companheiras inseparáveis das mulheres, as bolsas, quando muito pesadas e carregadas de maneira inadequada e de um lado só, podem com o tempo ocasionar uma sobrecarga nas articulações, causando inflamações articulares e musculares e levando a escoliose, tensões musculares, dores nos joelhos e tendões. O ideal é carregá-las no antebraço, não no ombro, e dividir o peso do conteúdo, cuidando sempre para que seja o mínimo possível. Eletrônicos como tablets e computadores devem ser levados em uma mochila.
  • Biquinis molhados. No verão, é comum as mulheres passarem o dia todo de biquíni, entrando e saindo da piscina ou do mar. Mesmo com o tempo quente, a umidade permanece, sendo prejudicial para a região íntima ao favorecer o surgimento da candidíase, uma doença causada por um fungo que faz parte do organismo e se prolifera quando encontra o ambiente favorável.
  • Roupas muito apertadas. Diminuem a circulação e a oxigenação local e, com isso, desencadeiam a longo prazo varizes, infecções, celulite, dores nas costas e dificuldade de digestão.